quarta-feira, 18 de abril de 2007

Warm up

Finalmente chegou a hora do aquecimento. Cada participante foi convidado a sortear um número, que representaria o seu identificador no sistema. Após isso, o competidor era encaminhado a um computador e informado dos dados de login provisório e como proceder para alterar sua senha.

Em seguida a organização explicou todas as regras e como usar o sistema controle da Arena, o BOCA. Dois problemas (cujos PDFs serão enviados assim que os organizadores lerem isso...) foram disponibilizados e os participantes foram incentivados a testar todas as opções existentes, desde a submissão de respostas, acompanhamento do placar, até a solicitação de clarificação das questões.

Antes de confirmar a minha inscrição, algo me fez pensar se eu realmente gostaria de participar. O problema era que a minha linguagem preferida não estava na relação das que poderiam ser usadas para resolver os problemas. Isso me deixou preocupado, afinal eu teria que escolher entre C/C++ (que eu havia tocado pela última vez em 2000, nas competições da maratona da ACM), Pascal (que eu havia usado apenas durante as primeiras cadeiras da faculdade, em 1997/1998) e Java (que eu conheci em 1999 numa cadeira eletiva, mas odiei desde o primeiro dia que tive contato). Acabei sendo forçado a usar C/C++ mesmo, já que depois de Python é a linguagem que eu mais tive contato, mesmo fazendo anos que eu não desenvolvia nada com elas...

Pensando nisso, no dia anterior ao início do FISL eu saí para procurar uma gráfica expressa. Encontrei uma milagrosamente aberta às 21:00 ao lado do Rua da Praia Shopping. Isso claro, depois de caminhar uns 2km do hotel onde eu estava hospedado. Lá eu conheci o Marcos Backes, com o qual fiquei conversando a respeito de Lost, informática, empreendedorismo e mais uma porção de coisas, enquanto o material era processado. No total, foi impresso cerca de 50 problemas que eu resolvi na minha época de maratonista da ACM, para pelo menos ter uma base de como proceder. Foi o que me salvou, uma vez que a referência da linguagem não estava instalada nos computadores e eu não vi nenhum livro dando sopa no local. Optei por usar a IDE Anjuta, já que o meu .vimrc turbinado não pode ser usado...

Durante a manhã do primeiro dia tivemos o V Encontro da Comunidade Python/Zope/Plone, então já cheguei atrasado na Arena. Para piorar a situação, levei mais de uma hora para me reeducar e familiarizar com o processo de edição/compilação/depuração/execução dos programas em C. Para resolver o primeiro problema (um banal cara-e-coroa onde na primeira linha tínhamos um inteiro N e na linha seguinte N resultados, que poderiam ser 0, representando cara ou 1, para coroa e bastava imprimir o número de caras e de coroas) foram, desde o início do warm up, exatos 72 minutos... :-(

Confesso que nem cheguei a ler o segundo problema, pois o tempo já estava se esgotando e eu queria testar outras coisas ainda. Cheguei a pensar em deixar o desafio de lado e curtir o FISL, mas eu não iria desistir depois de ter começado...

Depois do warm up, uma pequena pausa para o almoço (um taco-burger, na correria!). Encontrei ainda o Heitor Strogulski, um mestre da minha época de graduação na UCS, que foi fundamental para o surgimento da minha empresa. Porém, naquele momento, ele aproveitou para tirar um sarro a respeito da minha performance bizonha durante o aquecimento... :-D

Atualização: atendendo a pedidos, adicionado link para o meu .vimrc.

4 comentários:

Anônimo disse...

Posta o seu .vimrc turbinado, eu gosto de ver o dos outros.

Gustavo disse...

Cara, esses problemas que tu achou pegaste na internet? Tem como postares o link? E o .vimrc também...

déo disse...

Opa Gustavo,

eu desconfio que esses dois problemas da sessão de warm up tenham sido retirados do já famoso site da Universidade de Valladolid (http://acm.uva.es/problemset), mas não cheguei a procurar lá para saber exatamente quais são eles.

Naquele primeiro dia nós não podíamos usar nenhum material eletrônico. O acesso à Internet também havia sido bloqueado. Ambos os problemas estavam na área de trabalho do computador de cada participante, em formato PDF.

Por um descuido meu, esqueci de copiar para o pendrive, depois do término da competição. De qualquer forma, já solicitei para o pessoal da organização que eles me enviassem os arquivos. Assim que chegar eu posto no site e atualizo os links.

A propósito, link para o .vimrc postado... ;-)

Abraço.

kayo disse...

gostei do .vimrc :)